Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Direito, gestão e esportes

Direito, gestão e esportes

Por Higor Maffei Bellini  Então hoje no Brasil se comemora o dia das mães. Talvez seja a mesma comemoração em outros países, não conheço as datas comparativas em outros lugares. E pouco se fala da mãe atleta profissional, muito de se fala da mãe atleta amadora, ou a de fim de semana, aquela que tem no esporte, seu momento de lazer, seu lugar onde de preocupa com a saúde. E que se a filha, ou filho, ficar doente pode não ir se exercitar. Mas, e a mãe que é atleta (...)
Por Higor Maffei Bellini  Sim, sofre. O atleta profissional, quando empregado, em um desporto coletivo, continua a ser "apenas" hum ser humano encarnado. Não um ser que deixou, ao assinar o contrato, as suas características humanas.  Se um trabalhador comum, quando cobrado excessivamente pelo seu superior, quando tem metas inalcançáveis , estabelecidas, sofre danos morais, por qual razão o atleta não sofreria? Sendo que no caso do atleta a cobrança, pode vir depois de uma (...)

Em razão das chuvas no Rio Grande do Sul

Por Higor Maffei Bellini Os campeonatos brasileiros, que tenham participantes gaúchos, deveriam ser suspensos, em respeito as vidas perdidas e pela impossibilidade de se ter uma disputa igualitária . Quem leu meus textos sobre a covid19, sabe que para mim, nada é mais importante que a vida humana. Os irmãos gaúchos, com a perda de vidas, com a perda de casas, com a perda de tudo, merecem terem um tempo, para tentar recolocar as coisas no lugar, em sua vida pessoal. Falo tanto dos (...)
  Por Higor Maffei Bellini É comum, ao menos no Brasil, quando um clube, vence o campeonato, pagar uma premiação ao elenco de jogadores. E aos empregados ligados ao departamento de futebol. E agora mais recentemente aos empregados, que prestam seus serviços nos centros de treinamento. E até ai ok, se dar um prêmio aos empregados, porque o empregador ganhou o campeonato, o que traz mais receitas aos clubes, em razão da premiação da competição, bônus dos patrocinadores ou (...)
Por Higor Maffei Bellini Algumas pessoas pensam que o advogado, tem por função contar historias. Nada mais equivocado, nos escutados as histórias dos clientes Escutamos para entender, para colocar nos processos e talve, o mais importante para dar a oportunidade ao cliente de ter alguém que lhe de atenção, que ele não acha ma vida cotidiana. Quem escuta, com atenção. E não apenas ouve sem tentar entender a pessoa emissora e a sua realidade. Faz o bem. Pois escutar é um dom, que (...)
Por Higor Maffei Bellini    Sim, deve. Pronto quem queria uma resposta curta e direta aí está. Mas se quiser entender a razão segue a leitura. Se o clube, para pela utilização da imagem do atleta, o que no Brasil serve basicamente para fraudar direiros trabalhista, já que não reflete nos direitos e garantias previdências e trabalhista o atleta deve permitir sempre exploração da imagem. Isso porquê como a verba do direito de imagem, tem natureza cível, até que se (...)
Por Higor Maffei Bellini    Infelizmente ainda é  comum, tão comum que é falado, em entrevista coletiva, que determinado atleta ficará afastado, dos jogos da equipe, até este renovar. Mas isso, não pode ocorrer, pois é uma forma ilegal de obrigar ao atleta a prorrogar seu vínculo, para que o clube o posso negociar. Pois se ele pode negociar livremente um pré contrato nos últimos 6 meses do contrato, o clube nada receberá, se ele usar esse seu direito. Não pode o atleta (...)
Por Higor Maffei Bellini   Nunca é demais lembrar o óbvio. Quem é dono de uma Sociedade Anônima  Desportiva ou de uma Sociedade Anônima do Futebol, o que é um contras senso, pois, se era para ser anônima, saber o nome dos detentores maioritários, das ações, retira o caráter de anonimato, do nome. Não precisa ser o Chief Executive Officer ou diretor-executivo ou diretora-executivadesta SAF, que pode ser contrato para desempenhar essa função entre os executivos do (...)
Por Higor Maffei Bellini No desporto, como na vida, quando mais aprendemos, mais precisamos ter a humildade de saber que temos de continuar a buscar o aprendizado. Se até para morrer, temos de aprender, já que ninguém sabe como morrer. Podemos e devemos aprender sempre e a cada momento. Quando aprendemos alguma coisa podemos seguir dois caminhos continuar a aprender, pois o que sabemos, demonstrar que ainda o que aprender ou podemos deixar as coisas como estão achando que sabemos (...)